Será quê?

terça-feira, setembro 01, 2015


Love is stupid. Esse é pensamento central de Wallace (Daniel Radcliffe), um jovem que acabara de largar sua faculdade de medicina, após se decepcionar com uma ex namorada, que também era sua colega, e relacionar o fracasso do casamento dos pais ao fato de serem médicos. Esse monte de coisas ruins que o levaram a desistir da faculdade, obviamente estão ligados ao amor, um sentimento que lhe parece faltar, no atual momento de sua vida. Chantry (Zoe Kazan), não vive esta mesma fase ruim, mas está em um momento bem tranquilo de sua vida, aquele que geralmente é sucedido de algo ruim. Ela é uma designer que mora com o namorado e vive pacatamente, tanto o relacionamento quanto sua vida em geral.

Em um festa na casa de Allan (Adam Driver), Wallace e Chantry se conhecem. Tornam-se amigos na hora, pois existe muito em comum no cotidiano de ambos. No entanto, Wallace se apaixona por ela e passa a deixar em dúvida o sentimento que Chantry nutre por seu namorado, o Ben (Rafe Spall). Como todos os filmes românticos, os protagonistas ficam juntos no final. Ok, isso poderia, obviamente, tornar o filme massante, como muito acontece. 

Mas daí,
Que a formação de casais fofos não implica apenas no amor que flui entre seus componente. Muitas e muitas vezes mesmo, existem mais pessoas envolvidas, que quase sempre saem machucadas e decepcionadas dali. 

Ben é o atual namorado de Chantry e acredita que Wallace é apenas um amigo. Mas não é assim, pois Wallace já traz mais de um ano sozinho (sem namorada) e logicamente já se ligou à namorada de Ben. De um lado um namorado, do outro o novo amigo. E Chantry, no meio, tendo que escolher entre uma aventura cheia de novos sentimentos ou algo seguro com quem já estabeleceu uma linha de sentimentos e planos. 

Coisas assim acontecem todos os dias, no mundo, na vida real. E ao assistir este filminho (que me pareceu bem massante, exceto pela reflexão que me trouxe) percebi que os relacionamentos já passam por percalços suficientes para que mais uma pessoa se sinta no direito de interferir nele. Embora Wallace não consigo controlar o que sente por Chantry, ele não pensa nos sentimentos de Ben e automaticamente Chantry sofre com isso. 

O que aprendi com toda esta história: você sempre terá que se ferrar escolhendo o que vai fazer daqui pra frente, após a chegada de uma nova pessoa, um sentimento ou uma situação. Vale muito a pena respeitar o que os outros sentem, esta é uma forma de preservar os seus próprios sentimentos. Mas vale pensar muito bem em você e no que será, se você der um passo em falso.


De fato, o amor é estúpido. Pois confunde nossas cabeças e nos torna impulsivos. Mas tudo tem conserto, um jeito e uma saída, então, por favor, vamos manter a calma.

Ah, Vejam o filme. Ele é uma fofura para assistir na sexta à noite, com um pote de sorvete ao lado. E sozinho, de preferência.

Você pode gostar também:

3 comentários

  1. QUE FILME MAIS AMOR ♥♥ adoro esse tipo de comédia romântica
    inclusive vi um filme com essa atriz chamado "ruby sparks', nessa mesma vibe. já viu?

    www.pe-dri-nha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. voltando só pra dizer que acabei de assistir e meu coração ta tããão leve ♥ amei!

    ResponderExcluir
  3. HAHAHAHAHA que legal, né, Manie. ♥ Então, ela fez este filme, onde ela era a namorada perfeita, me lembro de quase pirar com aquilo. beijos

    ResponderExcluir

Você gostou? Então, comente!

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *