Dicas de Compras Econômicas e Conscientes

quinta-feira, setembro 17, 2015


Recentemente fiz um post comentando como foi o resultado do meu detox de compras. Todas as pessoas que leram, principalmente nos grupos que tratam de reuso e moda upcycling, me falaram que realmente ficam vários meses sem comprar e, assim como eu, quando se dão conta disso, tornam-se mais leves.

Mas o post seguinte dá dicas de como consumir sem gastar absurdamente e tentar ao máximo fazer isso de forma consciente. Ou seja, quando realmente houver a necessidade de comprar roupas, sapatos e afins, ainda vale a regra assumir a responsabilidade na cadeia produtiva. Essas dicas foram se fundamentando no meu cotidiano e fazendo-me pensar na origem de cada uma delas. 

Brechós
Primeiro e mais importante local de compra, para quem adora moda upcycling. Lá é possível encontrar de tudo. Diferente do que muitos pensam, os brechós são recheados de peças com qualidade e que foram descartadas praticamente sem serem usadas. Os preços e as peças com visual retrô são diferenciais nesses lugares. Lá também dá para deixar peças por consignação e trocar as suas peças pelas do brechó. Tudo se negocia.

Pequenas confecções
Sabe aquela lojinha perto da sua casa? Ela pode ser uma opção maravilhosa na hora de encontrar peças legais e baratas. Inclusive, pequenas confecções têm mais cuidado na fabricação das peças, o que as torna melhores e com vida útil mais longa. Contando também com pessoas mais felizes em sua produção. Comprar de pequenas confecções também ajuda a valorizar a economia local e regional.

Grupos de troca
O Facebook está povoado por pessoas que trocam roupas em grupos. Mas não só no meio online, se você conhece uma amiga e gosta das roupas dela, pode propô-la boas trocas ou até compras por preços legais, em peças em bom estado. É tipo um brechó exclusivo. Dá super certo e pode até fidelizar parceiras.

Parceria com modelistas/costureiras
Quem gosta de exclusividade pode procurar uma boa costureira e fechar um pacote de costuras mensais com ela. Vocês devem conversar sobre quais peças serão feitas, com que frequência irá buscá-las e quanto irá pagar por elas. Existem costureiras que fecham preços fixos por um número determinado de peças, variando com o grau de trabalho ao costurar. Minha dica para deixar essa opção ainda melhor: compre tecidos de reuso para fazer peças sob medida. Saiba tudo sobre eles aqui.

Opções que merecem ser repensadas

Liquidações de Fast Fashion
O fast fashion é uma das coisas mais tóxicas da moda. Sim, pois seu nível de produção é tão exacerbado que interfere não só no meio ambiente, mas também nas condições de trabalho de quem faz as peças. A quantidade de peças produzidas também é algo exagerado, e é assim porque seus preços precisam ser baixos. Entretanto, milhares de itens dessa produção vão para o lixo, pois não foram bem aceitas pelo público. Vez ou outra, as empresas de fast fashion barateiam suas coleções, deixando os preços ainda menores, nesta hora até é possível encontrar peças por preços quase irreais. Vale lembrar que a qualidade e a exclusividade não são características pertinentes ao fast fashion, é preciso ter consciência disso. 

Compras da China
Uma vez, comprei uma meia-calça em um site da China. O item é de qualidade, superior a demais peças que tenho. Uso a meia há mais de 5 meses e até agora não teve danos, de fato, sua vida útil é bem superior às peças que já tive. Paguei US$6 por ela. Esta foi a única vez que comprei vestuário da China e felizmente não precisei comprar mais para saber que isso é uma exceção. Tive a chance de conhecer fisicamente peças compradas por amigas em sites da China. A qualidade dos produtos é muito inferiores, desde os tecidos até os acabamentos. Outra questão a ser levada em consideração é a tabela de tamanhos de modelagem: chinesas têm medidas muito diferentes das brasileiras.

Espero que possam lhes ajudar nas próximas compras!

Você pode gostar também:

4 comentários

  1. Aquele post sobre detox de compras me fez repensar muito as minhas idas a lojas. Já fazia compras em brechó e agora começo a pensar em comprar sob medida com uma costureira, a qualidade é realmente superior.

    www.umdiacomabea.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Be, você não sabe como eu fico feliz sabendo que minha experiência ajudou outra pessoa. *-*
      A opção de fazer roupas sob medida é muito legal, pois você vai ter peças exatamente como quer e ainda valorizar uma profissional individual. beijinhos

      Excluir
  2. Uau! amei o blog , alguém da moda reciclando a moda! Top viu! Eu, como profissional da moda tenho passado meus últimos dois meses lendo e relendo blogs e livros sobre minimalismo, simplicidade, frugalidade, armário capsula e acabei chegando aqui. Reuso, brechó, modistas, trocas e etc, caiu como uma luva na minha caixola e é disso q preciso urgente. estou no processo de imersão no assunto ( e amando por sinal) espero colher os frutos dessa empreitada nos próximos meses. Valeu o achado desse blog, tem uma nova seguidora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kesia, que legal saber disso. Fico bem feliz. Saiba que farei o possível para ser fonte de pesquisa, hahaha. Conhecer tudo mais a fundo vale muito a pena. Saímos daquela zona consumista e lotada de referências tendenciosas, para viver algo que é muito pessoal. Beijos

      Excluir

Você gostou? Então, comente!

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *