Detox de Compras: o dia em que fez todo o sentido

sexta-feira, setembro 11, 2015


Entrei em uma loja, provei seis peças de roupas e, em seguida, saí de lá sem comprar nada. Minha consciência e meu bolso estavam livres de qualquer culpa, naquele dia. E eu estava orgulhosa de mim mesma.

Como uma atitude simples me deixou tão feliz depois de tê-la vivenciado? Esse é o resultado de dois anos vivendo moda upcycling e propagando isso por onde vou. O blog não é conhecido e o objetivo não é fazê-lo bombar absurdamente, pois comecei, aqui, a expor como é, para mim, viver a moda up*. Aqui é um dos lugares mais felizes, onde eu leio minhas próprias experiências e tenho a chance de falar para as pessoas o quanto isso tem sido importante para mim e como pode ser ideal para elas também.

Entretanto, a questão é: eu definitivamente não preciso comprar para ser feliz.

A verdade sobre meus costumes de compra são simples, falo deles aqui. Não são todos os meses que vou a brechós, nem faço novas encomendas à modelista, tampouco compro peças-chave e nem troco peças em grupos. Às vezes, guardo uma grana para usar em compras, quando realmente preciso. Outra verdade é que aprendi a não consumir sem necessidade e manter minha mente tranquila.

Comprar roupas, acessórios, cosméticos faz muita gente feliz - ilusoriamente. A falta de necessidade é o que torna a moda fútil e ainda acarreta a culpa por ter sido consumida da forma errada. Quando percebi que compor looks à minha moda me fazia feliz, mas isso estava distante de comprar desenfreadamente novas peças, tudo fez sentido. As formas alternativas de viver a moda fizeram minha vivência mais saudável. Passei a encontrar alternativas menos tóxicas para me vestir e, aos poucos, isso ia me fazendo mais feliz. Até que, no prazo costumeiro de comprar peças novas, eu percebi que não era necessário e não iria fazê-lo.

Não comprar me deixou feliz não só porque economizei grana, mas também porque deixei o mundo mais limpo e assumi minha responsabilidade na cadeia de produção, onde eu sou a pessoa que consome e gera lixo. Cheguei à conclusão de que, com as roupas que tenho hoje, posso compor tantos looks legais e suprir minhas necessidades sazonais de maneira eficiente. Então, o detox de compras fez todo o sentido neste dia.

Felicidade comigo, com o mundo e com a responsabilidade de consumo é algo que tem preço sim. O valor de se sentir importante e hábil para pensar coletivamente e a empatia que abrange as pessoas próximas de mim e longe, como aquelas que trabalharam para costurar as peças e torná-las reais, isso é algo realmente satisfatório.

Gostou da minha experiência? Vou continuar falando sobre isso aqui e escrevendo dicas de como deixar o consumismo de lado e passar a viver a moda como ela realmente é: bonita e valorizadora de quem faz.

Um beijo.

Você pode gostar também:

7 comentários

  1. Tô há uns 4 meses sem comprar nada de roupa, e assim vou continuar! O armário capsula tem me ajudado muito, porque percebi que realmente posso aproveitar MUITO mas as minhas coisas. Mês que vem pretendo comprar algumas coisas, caso encontre, porque realmente preciso.

    Adorei o texto! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor coisa é agir de acordo com a necessidade, sem futilidade. O armário capsula é algo muito bom. Até agora não tive a necessidade de fazer, mas ainda faço para demonstrar por aqui. Beijos

      Excluir
  2. Sei exatamente como é se sentir assim, Marina! Há um tempo, estava numa fase de compras descontroladas... Até que minha mãe me alertou. Daí, fiz uma promessa que QUANDO COMPRASSE nada custaria mais que R$ 100. Faz mais de três meses que não compro nada, e quando compro procuro de toda as formas que tenha um preço bom. Pechincho mesmo, sabe? Juntei dinheiro para realizar meus sonhos... E tem dado certo! A sensação é incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Essa é uma boa iniciativa. Nada melhor do que investir no que realmente importa e também se conscientizar daquilo que é necessário. beijos

      Excluir
  3. Amiga, você está cada vez mais me inspirando pra começar a agir dessa mesma forma consciente. Adorei o texto.

    ResponderExcluir

Você gostou? Então, comente!

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *