Orange is the New Black: 12 de Junho

terça-feira, maio 26, 2015


O dia dos namorados nunca foi tão esperado por quem ama essa série. No próximo dia 12 de Junho, a terceira temporada de Orange is the New Black será liberada no Netflix. Coisa mais do que boa para quem passou um ano, ou quase isso, aguardando para saber o que Piper Chapman e Alex Vause iriam fazer de suas vidas, totalmente normais e estáveis (ironia) em meio à prisão e seus relacionamentos furados.

A verdade é que milhões de pessoas amaram a série e outras milhões a odiaram porque é "coisa de lésbica". Bem, em um contexto preconceito e escarnecedor, Piper e Alex são duas pervertidas que estão na cadeia porque merecem. A única coisa em comum do senso divertido e reflexivo com isso (sim, porque você reflete com muitas cenas, principalmente quando retratam a sensação de sufoco em uma prisão) é o fato de que elas realmente merecem estar pagando por tráfico de drogas. De restante, elas permanecem sendo lésbicas lindas e muito engraçadas.

De fato, a série é contemplada por muitas mulheres e poucos homens e é inevitável que os sentimentos femininos não fiquem à vista e além. A série é engraçada e mostra o lado injusto de estar sozinha, mesmo cercada por muitas pessoas. Outra coisa interessante, que pode levar quem assiste a pensar muito, é a questão de Piper, uma das protagonistas, não estar no padrão de garotas que vão para a cadeia ainda jovens e tampouco são lésbicas, mas ela é e passa os capítulos mostrando o quanto vale a pena cagar ignorar a opinião alheia.

Há quem torce para Pipe e Alex ficarem juntas ou, ainda, quem acredite que Alex não merece tanto amor, afinal, Pipe só está na cadeia porque Alex a denunciou (mas, ainda há quem diga que justiça por justiça, ela também transportou drogas).  Há quem deseje que todas permanecem muitos anos a mais na cadeia, porque assim a série terá muitas temporadas, mas há quem, como quem escreve este texto, deseje que a prisão não dure tanto assim e que tudo o que foi cultivado lá dentro, floresça no lado de fora (foi dramático, mas valeu a interpretação). Entre os muros da Litchfield Penitentiary acontecem muitas histórias de amor. Então, quem pensa que tudo se resume às coisas ilícitas, se engana, pois sabemos que amor nunca é demais.

Você deve ver as primeiras temporadas antes de 12 de junho porque vai deixar muitos dos seus preconceitos tolos de lado e ainda vai aprender muito sobre tráfico, assassinato e roubo amor, amizade e relacionamentos (gays ou não) em suas diversas formas, até quando amor é ódio.

Enfim, assista e ame.

Você pode gostar também:

0 comentários

Você gostou? Então, comente!

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *